O Olho da Rua

Ensaio fotográfico sobre moradores de rua no centro de Curitiba.

Selma e seu companheiro vivem nas ruas de Curitiba, passam boa parte do tempo na Travessa da Lapa. Ambos eram trabalhadores que, após ficarem doentes, perderam trabalho, casa, tiveram documentos roubados e hoje vivem da  solidariedade alheia. Eles ganham comida (os Cup Noodles, um macarrão instantâneo) de integrantes de uma igreja evangélica nos arredores e guardam consigo uma bíblia, cujos ensinamentos servem de conforto nas horas difíceis. Eles demonstram boa vontade em trabalhar. Porém Selma já não pode mais trabalhar: anda com dificuldade, já fez três cirurgias cerebrais e sofre com a incontinência urinária. Uma das dificuldades de quem mora na rua é a falta de higiene e de local apropriado para as necessidades fisiológicas. Para urinar, Selma amarra uma blusa na cintura e encontra um cantinho. Tudo com muita discrição. O lazer dos dois é tomar uma “pinguinha” de vez em quando. Eles são uma casal muito unido, se tratam por “meu amor” e dividem o pouco que possuem. Também são solidários a outros moradores de rua. Há algum tempo, o companheiro de Selma, ao ver um colega ser agredido por skinheads, usou a bengala da companheira para tentar defender o amigo. Ele pergunta, nessas horas, onde está a presidente Dilma? O governador Beto Richa? O prefeito Luciano Ducci? Onde?

Anúncios

A luta das transexuais por identidade e cidadania

Diante dos muitos assassinatos de homossexuais e travestis que foram notícia no final de 2010 e no início deste ano, o Blog Esfera Pública fez uma entrevista com Carla Amaral, presidente do Transgrupo Marcela Prado, que trabalha na defesa dos direitos de travestis e transexuais. Continuar lendo

Distribuição de cargos e governabilidade

Como já dissemos em posts anteriores, Política é a arte do bem comum e, para melhor praticá-la, temos que compreender o funcionamento da máquina estatal. No entanto, é útil ao cidadão compreender também o modo como os políticos “fazem política” em nosso sistema democrático. E neste caso, Política adquire outro sentido. Continuar lendo

Como funciona o Estado brasileiro?

Para poder fiscalizar e controlar as atividades do Estado, o cidadão deve primeiro entender como ele funciona. Para isso, existem várias cartilhas e manuais interessantes, produzidos pelo governo ou por associações da sociedade civil, que estão disponíveis na internet. Continuar lendo

Plínio de Arruda Sampaio lança o livro “Por que participar da política?”

A política é uma sujeira, pois os políticos são todos desonestos, só pensam em enriquecer sem se importar com o povo que representam. Praticamente dez entre dez brasileiros concordariam com essa frase e, por acreditarem nisso – não sem uma boa dose de razão – acabam se afastando da vida política do país.
Durante a última campanha presidencial, o então candidato Plínio de Arruda Sampaio, do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) levantou diversas vezes a bandeira da necessidade da população brasileira se politizar e participar de forma mais efetiva da vida política do país e não só comparecer às urnas para votar de dois em dois anos.
Continuar lendo

A discussão política começa agora

 
Durante o período eleitoral presenciamos situações de militância ferrenha e ardorosas discussões entre eleitores do partido A ou do partido B, protagonizadas, inclusive, por pessoas que até então nunca haviam demonstrado qualquer interesse por questões políticas. Continuar lendo

A tecnologia do boato

O boato sempre fez parte da vida política no Brasil e no mundo, em todas as épocas. Porém a disseminação de mensagens com informações falsas tem encontrado terreno fértil entre as redes sociais, cujo acesso aumentou consideravelmente nos últimos anos entre a população brasileira. A situação chegou a tal ponto que no dia 5 de abril deste ano, o jornal Folha de S. Paulo publicou uma reprodução de uma suposta ficha criminal da então ministra Dilma Roussef, candidata à presidência pelo PT, que relataria sua participação no planejamento ou na execução de ações armadas contra a ditadura militar. Continuar lendo